PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA CASA AMARELA – 24 HORAS DE PROGRAMAÇÃO CULTURAL

PROGRAMAÇÃO CONFIRMADA – CASA AMARELA – PÓS OCUPAÇÃO – DIAS 21, 22 E 23 DE FEVEREIRO

Dia 21 – Sexta
10h00 (com três dias ininterruptos de duração)

Intervenção:
“In Sito: Ocupa”

Criação: Agrupamento Andar7
Sinopse:
“In Sito: Ocupa” é um circuito de ações/intervenções não intrusivas – que será realizado, ininterruptamente, entre 21 e 23 de fevereiro – e agregam diferentes linguagens: vão desde a documentação dos fatos até a invenção dos próprios. Testando os limites entre a realidade e ficção diante de diferentes pontos de vista. O resultado é um vídeo documentário experimental.

Atuação: Bruno Sperança, Luciana Ramin, Gabriel Diaz Regañon. Roteiro: Luciana Ramin. Direção de tecnologias: Gabriel Diaz Regañon Dell Pra Netto.

Duração: 3 dias

15h00

Intervenção:
Palhaçaré

Grupos: Cia Catraca do Riso e Cia Caraminholas

Inspirados em cenas clássicas circenses os atores/palhaços realizam apresentações de cenas curtas e cômicas.

Elenco: Caio Araujo, Emiliano Bicalho, Guilherme Conceição e Gustavo Guimarães Gonçalves

Duração: 30 minutos

17h30
Cena teatral:
“Ensaio sobre um carregamento”

Artista: Jéssica Nascimento

Sinopse:
A cena em questão é um trabalho realizado no curso de corpo na cultura envolvendo performance e teatro, no qual se faz menção aos carregamentos – historias que se constrói e que são herdadas por um corpo negro.

Duração: 15 min

18h00
Cena teatral:
Fragmentos de “A precursora de Ideias”

Cia Experimental de Teatro Negro

Sinopse:
Baseado na mitologia africana ”Makonde” de Moçambique e inspirado na obra “Mitológicas I – O cru e o Cozido”, de Levi Strauss, o espetáculo apresenta as personagens ”Senhora Contadora de Histórias”, ”Escultura” e ”Menina Noite”.

Autodireção: Dirce Thomaz. Intérprete: Marco Xavier (Teatro dança)

Duração: 10 min

18h30

Intervenções poéticas:
“Processo de pesquisa da Cia. Delírios Cênicos”

Grupo: Cia. Delírios Cênicos

Sinopse:
O espetáculo se configura como poema cênico, uma vez que a proposta é mergulhar em textos e poemas de Ferreira Gullar. Ao invés de declamados, os poemas são interpretados de forma sensorial ou escrita, configurando imagens e instalações como vivência do universo poético do autor.

Elenco: Joana Dória, Janaina Suaudeau e Samya Enes. Direção: Ana Nero

Duração: 30 minutos

19h00 às 21h00
Performance de dança:
“Jam de Dança”

Grupo: Coletivo Apoena

Sinopse:
Provocados pela possibilidade de criação e composição que pode haver no improviso acompanhado de uma temática poética e a imersão dentro desta vivência, o Coletivo Apoena propõe um espaço aberto para os diálogos entre as linguagens artísticas, com o foco na dança, por meio da improvisação.

Elenco: Fabiana Louro, John Halles e Monique Amaral.

Duração: 2 horas

19h00

Debate Público
Proponente: Organismo Parque Augusta

Sinopse:
Trataremos de questões urbanas da atualidade, especulação imobiliária, reforma urbana, direito à cidade.

Debatedores: Monge, Lorena Kiu Bio, Led, Claudia Medeiros, Carol Borghetti, Mariana Ribeiro, Daniel Scandurra.

Duração: 3 horas

20h00

Show musical-performático:
“O Exu do Raul”

Banda: O Exu do Raul

Sinopse:
A banda trabalha com o conceito de hibridismo sonoro para definir a gênese da música popular brasileira, dotada de herança multicultural, vinda principalmente da África. Com uma performance teatral e visceral o Exu leva ao palco músicas autorais repletas de ecletismo.

Duração: 30 minutos.

20h30
Peça teatral:
Breve monólogo de “Agruras – Ensaio sobre o Desamparo”

Grupo: Núcleo Macabéa

Sinopse:
Vozes da terra desolada. O breve monólogo acontece com dois atores em quartos da Casa Amarela. Traduz a procura humana por uma terra justa.

Elenco: Alexandre Ganico e Nayara Meneghelli. Direção e dramaturgia: Rudinei Borges.

Duração: 20 minutos.

20h30 às 22h30

Ensaio aberto/teatro:
Peça: “Nós e, as operadoras de serviços públicos”

Grupo: Clã Coletivo Théatron Cético

Sinopse:
Ensaio, laboração e levantamentos de cenas a partir do tema telemarketing. Posteriormente o grupo realizará debates e apreciações.

Duração: 2 horas

21h00
Peça teatral:
“De Canto em Canto – De Conto em Conto”

Sinopse:
O espetáculo/projeto visa resgatar a arte de contar histórias por meio da tradição oral. Para tanto, traz para a cena o homem caipira, resgatando um tempo que não se avista mais, no qual crianças e adultos se colocavam em volta das fogueiras para ouvir e contar histórias.

Criação, Pesquisa e Encenação: Paulo Henrique Sant” Anna
Produção e Registro Fotográfico: Liliane Rodriguês.

Duração: 50 min

22h00

Curta-metragem:
“Homem Completo”

Sinopse:
Durante uma noite, Marcelo parte em uma busca obsessiva por um homem que satisfaça os seus desejos.

Elenco: Eduardo Gomes, Thiago Carreira, Ricardo Henrique, Germano Melo, Gilda Nomacce, Fernando Oliveira, Bruno Cordeiro. Direção e Roteiro: Rui Calvo.

Duração: 15 min.

21h00

Intervenções poéticas

Grupo: Processo de pesquisa da Cia. Delírios Cênicos

Sinopse:
O espetáculo se configura como poema cênico, uma vez que a proposta é mergulhar em textos e poemas de Ferreira Gullar.
Ao invés de declamados, os poemas serão interpretados de forma sensorial ou escrita, configurando diante do público imagens e instalações como vivência do universo poético do autor.
Direção: Ana Nero
Joana Dória, Janaina Suaudeau e Samya Enes

Duração: 30 minutos

Dia 22 – Sábado

11h00
Cena teatral:
“O Teatro – Quase – das Maravilhas”

Grupo: Off Off Broadway Coletivo de Teatro

Sinopse:
Baseado no texto de Miguel de Cervantes – “O Teatro das Maravilhas” -, a cena discute a arte como mercado. Para tanto, mostra um grupo de teatro pobre tentando chegar numa cidade que talvez não exista.

Atuação: Integrantes do Off Off Broadway Coletivo de Teatro.

Duração: 15 min

18h00
Peça teatral:
“Samba pra Construção”

Grupo: Cia. de Teatro Nóis na Mala

Sinopse:
Os pedreiros-palhaços Dito e Zé discutem as contradições do trabalho e a especulação imobiliária na metrópole.

Atuação e criação: Bruno Cordeiro e João Alves

Duração: 20 min

19h00
Cena teatral:
“O Homem Lobo do Homem”

Grupo: Cia. Bará

Sinopse:
Utilizando o espectador como testemunha, a cena mostra um torturado político de 1968 dando o seu depoimento no DOPS.

Elenco: Irun Gandolfo. Direção: Diego Gonzalez

Duração: 15 min

20h00
Show musical-performático:
“O Exu do Raul”

Banda: O Exu do Raul

Sinopse:
A banda trabalha com o conceito de hibridismo sonoro para definir a gênese da música popular brasileira, dotada de herança multicultural, vinda principalmente da África. Com uma performance teatral e visceral o Exu leva ao palco músicas autorais repletas de ecletismo.

Duração: 30 minutos.

20h00 às 23h00

Perfomance/Processo compartilhado:
“Iracema via Iracema”

Criação: Agrupamento Andar7 e Trupe Sinhá Zózima
Sinopse:
Performance vivência de 3 horas dentro de um ônibus. Parte do processo de montagem do texto Iracema Via Iracema que conta a história de uma mulher, ex-trabalhadora rural, ex-usuária de crack e ex-moradora de rua que decide viver em um ônibus em movimento pela cidade. O processo conta com a intervenção de pintura digital em tempo real.
Texto: Suzi Lins de Almeida. Atuação: Luciana Ramin. Direção: Anderson Maurício. Vídeo mapping e pintura digital: Gabriel Diaz Reganõn.

Duração: 3 horas

20h30 às 22h30

Ensaio aberto/teatro:
Peça: “Nós e, as operadoras de serviços públicos”

Grupo: Clã Coletivo Théatron Cético

Sinopse: Ensaios, laboração e levantamentos de cenas a partir do tema telemarketing. Posteriormente o grupo realizará debates e apreciações.
Duração: 2 horas

21h00

Show musical:
“As canções de Estadia”

Artista: Daniel Conti

Sinopse:
O violinista, cantor e compositor Daniel Conti apresentará as canções de seu segundo disco, “Estadia”, em fase final de gravação.

Duração: 30 minutos

02h00 da manhã

Peça teatral:
“NeoForest”

Grupo: Teatro PéJunto

Sinopse:
O espetáculo propõe uma reflexão sobre o universo tecnológico do século XXI. A partir dos seres que habitam NeoForest, é exposta a perda de sentidos e o modo com eles caminham para algo frio, luminoso. Nessa transição caótica podemos ver a alienação, o consumismo, o mau uso da tecnologia – males esses sintetizados na figura de um “Lobo Mau” que assume varias faces: ora, um ditador tecnológico, ora em um agente de modelos com intenções duvidosas.

Elenco: Caroline Barbosa, Christian David, Crysthian Bernardo, Karen Alves e Matheus Ferreira. Dramaturgia: Teatro PéJunto e Evill Rebouças.

Duração: 60 minutos

Dia 23 – Domingo

11h00

Teatro lambe-lambe:
“Pequenas histórias para espiar”

Grupo: Ciclistas Bonequeiros

Sinopse:
“São minipeças que fazem parte do repertório do grupo Ciclistas Bonequeiros, são histórias curtas que envolvem imaginação e literatura, tudo é apresentado nos palcos que vão na garupa dos Ciclistas Bonequeiros. Coloque o fone nos ouvidos e espie a história!

Elenco/Ficha técnica:
Orientação Geral de Roteiros: Gustavo Guimarães Gonçalves
Orientação Cenográfica da Trilogia: Raquel Pavanelli
Caixa 1:
Confecção de caixa e bonecos: Raquel Pavanelli. Roteiro, Iluminação, Direção e Trilha: Gustavo Guimarães Gonçalves. Vozes: Gustavo Guimarães e Gildete Alves.
Caixa 2:
Confecção de caixa: Gabriela Fiorentino. Confecção de bonecos: Raquel Pavanelli.
Voz: Lucciano Franco. Roteiro, Iluminação, Direção e Trilha: Gustavo Guimarães Gonçalves
Caixa 3:
Voz, confecção de caixa e de bonecos: Lucciano Franco. Iluminação, Direção e Trilha: Gustavo Guimarães Gonçalves
Duração: As apresentações são para uma pessoa por vez e duram entre 3 e 5 minutos

14h00

Contação de histórias:
“Contos e Lendas das Mil e uma Noites”

Artista: Fernanda Stein

Sinopse:
Os contos narrados trazem um pescador que vive situações inusitadas e um príncipe que passa por aventuras incríveis.

Duração: 30 minutos

14h00 às 18h00

Artes integradas:
“Pintura Performativa”

Grupo Recanto Mãe Coruja.
Sinopse:
O artista plástico Coruja realizará duas vivências: a primeira é a pintura livre e libertária que retratará a sua impressão da ocupação artística; a segunda reunirá os artistas residentes do grupo que, em espelho com os espectadores vão construir/pintar 20 azulejos sobre a ocupação artística.

Duração: 4 horas

15h00

Performance:
“As Folhas”

Grupo: Invasores Companhia Experimental de Teatro Negro

Sinopse:
A performance de Marco Xavier é uma encenação ritualística que se propõe com gestual, leveza e expressão corporal descobrir as sutilezas no perfume e poder das folhas.

Duração: 20 min

15h00

Leitura dramática:
“Fulaninho e Menininha”

Release:
Fulaninho e Menininha vivenciam descobertas da infância e da puberdade de maneira delicada e divertida, passando por experiências que marcam a vida da grande maioria das pessoas, como a descoberta do amor e a superação da dor trazida pela morte. E ainda, o atravessar de novas etapas da vida no trilhar de uma trajetória de poesia, música, aprendizados e amadurecimento.

Dramaturgia: Belize Pinheiro. Atores: Belize Pinheiro e Daniel Aureliano

Duração: 50 min

16h00

Leitura dramática:
“Até Quando Juízo”

Sinopse:
A leitura dramática configura experimentação para o processo de montagem da peça “Até Quando Juízo”. São textos que mostram pessoas que se unem e se relacionam indiretamente por tratarem de movimentos internos acionados por movimentos externos. Gente vivendo.

Elenco, Direção e Dramaturgia: Belize Pinheiro e Tiago Melo.

Leitura de texto, configurando experimentação para o processo “Até Quando Juízo”.

Duração: 40 min

18h00

Show musical:
“Som brasileiro e algumas canções de luta”

Artista: Bruno Cordeiro, acompanhado do músico Ravi Landim

Sinopse:
Bruno Cordeiro interpreta e toca ao violão canções de Chico, Gil, Caetano, Milton, João Bosco, Djavan, Adoniran, Candeia, Cartola, Paulinho, Noel, Mercedes Sosa.

Duração: 45 min

20h00
Show musical-performático:
“O Exu do Raul”

Banda: O Exu do Raul

Sinopse:
A banda trabalha com o conceito de hibridismo sonoro para definir a gênese da música popular brasileira, dotada de herança multicultural, vinda principalmente da África. Com uma performance teatral e visceral o Exu leva ao palco músicas autorais repletas de ecletismo.

Duração: 30 minutos.

21h00
Perfomance:
“Keroøàcidu Suäväk”

Artistas: Kaloan Meenochite, Pilantropov Pausanias e outros colaboradores

Sinopse:
A performance é um projeto de experimentações sonoras e performáticas, criado em 2009 na cidade de São Paulo pelos artistas visuais Kaloan Meenochite, Pilantropov Pausanias e outros colaboradores. Utilizam diversos recursos como instrumentos sonoros acústicos e eletrônicos, instalações multimídia, projeções, indumentárias ritualísticas. São explorados a experimentação na música e na dança, criando situações que podem lembrar rituais ancestrais misturados com dispositivos tecnológicos e outras referências aleatórias. Inventando um folclore próprio no qual o público por vezes colabora, construindo redes frágeis de experimentação, utilizando os instrumentos, cantando, entrando por vezes em um espírito de celebração e êxtase.

Duração: 20 min

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s